Estude antes de ir para a entrevista

Nesta semana, estamos trazendo dicas para ajudar quem está participando ou vai participar de processos seletivos. Como a seleção para o programa Jovem Aprendiz está aberta no Rio (se ainda não está sabendo, veja aqui), estas dicas podem ser muito úteis neste momento.

Na segunda-feira, nós falamos sobre como causar uma boa impressão na entrevista de emprego ou estágio (veja aqui). Hoje, as dicas são sobre perguntas que geralmente são feitas nas entrevistas.pergunta-entrevista

Como não existem respostas prontas, já que há inúmeras possibilidades de avaliação, nós não vamos sugerir respostas fechadas. Mas as principais dicas para responder a todas às perguntas são: honestidade e bom senso.

Não adianta mentir, dizer que você o que você não é e que quer o que você já sabe que não quer. Mas também não precisa exagerar na sinceridade, tentar impor sua opinião. O importante de saber mais ou menos o que os avaliadores perguntam é porque isso vai te ajudar a se acalmar e responder com mais tranquilidade. Além disso, pensar nas respostas para as perguntas é um exercício de autoconhecimento também.

Veja abaixo 10 das perguntas mais frequentes em entrevistas e prepare-se para quando chegar a sua vez de respondê-las.

 

1 –  Por que você quer trabalhar com a gente?

Para responder a essa pergunta, você precisa conhecer a empresa. Por isso, comece sua pesquisa assim que for chamado para entrevista. Acesse site, redes sociais e possíveis notícias que possam ter sobre a empresa na internet. Você pode falar sobre os pontos positivos da empresa, como os produtos e/serviços colaboram para uma sociedade melhor, sobre a maneira como trata os funcionários, sobre as oportunidades de carreira, sobre o alinhamento da empresa com a sua própria visão de mundo. Ou seja, é importante você encontrar pontos em comum entre seus sonhos e a atuação da empresa.

2 – Por que devemos contratá-lo?

Este é o momento de falar sobre você mesmo. Em primeiro lugar, foque no lado profissional. Fale sobre suas experiências (se tiver) e sobre suas qualificações. Em seguida, fale sobre sua personalidade e sobre como ela pode te ajudar a realizar o trabalho e sobre como seus objetivos se alinham com os da empresa. É preciso mostrar que há uma identificação entre a pessoa que você é e o profissional que quer ser com o que a empresa é e pode oferecer.

 

3 – Quais são seus pontos fortes?

Seja objetivo. Fale primeiramente sobre suas características positivas. Três é um bom número. Cite-as e depois desenvolva uma explicação sobre elas, usando exemplos de como os pontos fortes te ajudam na sua vida prática, em seus estudos e trabalho.

4 – Quais são os seus pontos a desenvolver?

Seja honesto. Assim como nos pontos fortes, cite dois ou três pontos a desenvolver. Todo mundo tem pontos a desenvolver, ainda mais quem está começando a vida profissional. Fale sobre eles e diga o que está fazendo para melhorar. Fuja dos clichês: “perfeccionismo” não vale como ponto a desenvolver. Para não falar mais do mesmo, pense bem antes, prepare-se para a entrevista e aproveite para se conhecer melhor.

5 – Qual é o seu maior sonho?

Pense antes sobre o que vai responder para não parecer imaturo. Tenha em mente que essas perguntas são feitas para avaliar a capacidade de autoavaliação dos candidatos, a maturidade e se os candidatos têm o perfil que eles buscam. Por isso, pense bem antes de falar que seu sonho é ganhar na mega sena, virar jogador de futebol ou ter uma Ferrari, ok?

6 – Como se dá com o trabalho em equipe?

O importante aqui é mostrar que você consegue e que gosta de trabalhar em equipe, que tem um bom relacionamento interpessoal, que sabe respeitar os outros, que colabora com o trabalho dos outros, que a empresa pode contar com você. Caso não tenha experiência de trabalho ainda, você pode dar exemplos de como trabalha em equipe na sua escola, na igreja, no curso, nas atividades esportivas. Atletas ou praticantes amadores conseguem dar exemplos muito bons de trabalho em equipe. Aproveite!

7 – O que procura num trabalho?

Para responder a essa pergunta, use um pouco do que falou na pergunta do sonho, mais o que disse sobre a empresa. O avaliador espera que o trabalho oferecido tenha características interessantes para você. Entretanto, tenha em mente que você não está falando do trabalho naquela empresa, mas de trabalho de modo geral. Ou seja, a intenção aqui também é avaliar as suas expectativas e se elas estão de acordo com o que a empresa oferece.

8 – O que o motiva a trabalhar melhor?

Como você provavelmente nunca trabalhou, a sugestão aqui também é falar sobre o que você espera. Você também pode usar exemplos de momentos interessantes em seus estudos, no curso e com práticas esportivas. Por exemplo: uma equipe que se respeita, pessoas inteligentes, um bom ambiente de trabalho, um bom salário, possibilidades de crescimento, um gestor que frequentemente avalia os funcionários. Enfim, existem centenas de possibilidades. Mais uma vez a dica é: pense antes de responder e responda de acordo como que você realmente considera importante.

9 – O que você faz no seu tempo livre?

A intenção do avaliador com essa pergunta é conhecer melhor sobre sua personalidade e sobre como você administra seu tempo. Você pode falar sobre os esportes que pratica, sobre o que gosta de fazer nos finais de semana, como ir ao cinema, à praia, fazer trilhas, ler, escrever, fotografar. Enfim, fale, de fato, sobre o que faz. Não tem muito mistério.

10 – Como você se imagina daqui a 5 ou 10 anos?

É importante não confundir essa pergunta com a pergunta dos sonhos. Embora esta questão também tenha a ver com sonhos, o avaliador vai esperar coisas mais concretas. Se você sonha em ter um bom emprego, uma casa, fazer uma viagem internacional ou entrar para a universidade, você precisa dizer o que está fazendo para conseguir chegar lá. Isso é muito importante!

 

O que acharam das perguntas e das dicas?

Lembrem-se que muitas outras perguntas podem ser feitas, mas se vocês exercitarem essas listadas acima vocês já terão feito um trabalho enorme de autoconhecimento e isso vai ajudar e muito na hora de responder a outras questões.

Prontos para a entrevista?

Na sexta-feira, vamos trazer as 10 perguntas mais estranhas feitas nas entrevistas de emprego e estágio.

Fique de olho!

 

Entrevista de emprego ou estágio nunca é fácil

Na sexta-feira passada, nós divulgamos aqui no blog que o CIEE e a Secretaria de Trabalho do Rio de Janeiro estão selecionando jovens para o programa o Jovem Aprendiz até dia 1º de Julho. Se você não está sabendo disso, leia o post aqui!

Durante o processo seletivo, você vai passar por várias etapas. Na etapa de inscrição, você precisa levar seus documentos e um currículo. Como a gente já deu dicas de como fazer um currículo bacana (veja aqui), as dicas de hoje serão sobre a entrevista com o avaliador.

Isso mesmo! Pensamento positivo: você tem até dia 1º de Julho para fazer sua inscrição. E depois disso, torcer para ser chamado para uma entrevista.

Se tudo der certo (vai dar!), você vai precisar se preparar para mandar bem na entrevista. Por isso, acompanhe as dicas abaixo para saber como impressionar em sua entrevista para o programa Jovem Aprendiz!

A primeira coisa que você precisa se preocupar antes mesmo de ir para uma entrevista de emprego ou trabalho é com sua apresentação pessoal. Com isso, queremos dizer não apenas o que você vai falar, mas como você vai se apresentar fisicamente.

Boa parte da comunicação interpessoal leva em conta aquilo que não é falado, verbalizado, mas sim aquilo que é percebido a partir da maneira como o candidato se expressa.

Por mais que você tenha um bom currículo, saber como se vestir e como se comportar em uma entrevista é essencial.

Roupas, acessórios e maquiagem criam uma imagem de quem a pessoa é. E sobre essa imagem não há como ter nenhum controle, a menos que você evite alguns comportamentos que podem comprometer a avaliação em um momento tão delicado quanto uma entrevista de emprego ou estágio.

Sendo assim, fique de olho nas dicas abaixo!

1 – Vista-se de acordo com o ambiente. Por mais informal que uma empresa possa parecer ser, ao menos nesse momento de avaliação é melhor não pecar pelo excesso. Escolha roupas de tonalidade sóbria, sem estampas muito grandes, camisas com manga de camisa média ou curta.

2 – Não se trata de uma regra, mas uma boa sugestão para as meninas é que elas usem calça ou saia longa ou média; camisa sem decote; sapatilha ou sapatinho com salto médio.

 

Roupa básica e adequada para qualquer entrevista

Roupa básica e adequada para qualquer entrevista

Para não errar!

Para não errar!

3 – Para os rapazes, a dica é usar camisa, calça e sapato social. Caso não se tenha acesso a esse tipo de roupa com facilidade, camisa polo, calça jeans básica e sapatênis também podem compor uma vestimenta apresentável para entrevistas de Jovem Aprendiz.

Um clássico

Um clássico

Boa opção para rapazes jovens, candidatos a vagas de Jovem Aprendiz

Boa opção para rapazes jovens, candidatos a vagas de Jovem Aprendiz

4 – Meninas, maquiagem para entrevista de emprego precisa ser básica. Rímel, corretivo, blush bem leve e batom claro são boas opções. O mesmo vale para esmaltes. Opte por cores mais básicas.

Melhor não!

Melhor não!

Maquiagem básica e bonita!

Maquiagem básica e bonita!

5 – Evite acessórios exagerados como brincos grandes e coloridos, máxi-colar, pulseiras que fazem barulho, piercing visível e/ou alargador, boné e óculos escuros. Não se trata de esconder quem você é, mas sim de deixar que o avaliador perceba o que interessa a ele naquele momento: sua capacidade de ser um bom funcionário, estagiário ou aprendiz.

Não exagere no perfume!

Não exagere no perfume!

Menos é mais!

Menos é mais!

Há outros lugares para se vestir assim.

Há outros lugares para se vestir assim.

 

6 – Mantenha a postura! Preste atenção no modo como você se senta ainda na sala de espera, no modo como segura seus documentos e currículo, na maneira como cumprimenta o avaliador. Seu corpo fala sem que você queira. Por mais cansativo e estressante que seja um processo seletivo, mantenha-se firme e suas chances de aprovação serão melhores.

Força e Motivação!

Força e Motivação!

Uma aperto de mão firme transmite autoconfiança!

Uma aperto de mão firme transmite autoconfiança!

7 – Além da postura física, educação é fundamental. Isso quer dizer que o modo como você se comporta durante o processo seletivo vai ajudar o avaliador na montagem do seu perfil como possível aprendiz da empresa. Por isso, não esqueça de cumprimentar a recepcionista, de oferecer seu lugar caso alguma pessoa necessite, não deixe de mostrar-se flexível a mudanças em relação a algum horário em que o avaliador não estiver disponível. Sorria! Ainda na entrevista, mostre que você é uma pessoa com quem os funcionários da empresa gostariam de trabalhar.

Nunca vá para uma entrevista mascando chiclete!

Nunca vá para uma entrevista mascando chiclete!

Nem pense em ir para uma entrevista sem desligar o celular ou colocá-lo para vibrar!

Nem pense em ir para uma entrevista sem desligar o celular ou colocá-lo para vibrar!

Bom senso é muito importante. Evite comentários íntimos e tratamentos informais, incluindo o uso de gírias.

Bom senso é muito importante. Evite comentários íntimos e tratamentos informais, incluindo o uso de gírias.

 

Dica extra: Cabelo e barba. Como são dois itens de extrema importância para a construção da personalidade de uma pessoa, resolvemos trazer esses dois “itens” à parte. É muito delicado dizer para outra pessoa, ainda mais um jovem que está se formando– tanto sua personalidade quanto sua educação profissional – como se adequar ao que o mercado quer. Seria extremamente cruel e preconceituoso indicar tipos de cabelo e tamanhos de barba adequados. A intenção não é esta! Não vamos dizer que você não pode ter o cabelo ou a barba que tem ou que quer ter, mas vamos alertar para como as coisas funcionam.

Melhor secar o cabelo antes de sair.

Melhor secar o cabelo antes de sair.

Primeiro lugar, uma “regrinha” básica é: não vá para uma entrevista de emprego ou estágio com o cabelo molhado. Você pode se perguntar: qual o problema disso? A princípio, nenhum. Mas cabelo molhado passa a impressão de que a pessoa não se preparou para aquele momento, que aquela entrevista não é importante. Além disso, a água pode molhar sua roupa e piorar ainda mais a situação, não acha?

Segundo lugar: pense sobre o que é mais importante para você durante uma entrevista: ser avaliado de acordo com sua capacidade e potencialidade profissional ou de acordo com seus atributos físicos e de personalidade? Claro que sua personalidade tem tudo a ver com o seu trabalho, mas antes de mostrar quem você é, preocupe-se em mostrar o que você pode fazer para a empresa. Se você não conseguir fazer isso, esqueça a chance de mostrar quão legal você é, quanta personalidade você tem e o quanto você combina com a empresa.

Barba e moicano na entrevista de emprego: será?

Barba e moicano na entrevista de emprego: será?

O que estamos querendo dizer é: jogue o jogo do mercado e saia ganhando. Mostre em primeiro lugar o que os recrutadores e avaliadores querem ver. Depois de ganhar a primeira rodada do jogo e conseguir a vaga, mostre para eles quem você é.

Dito isso, a dica que damos sobre cabelos e barba segue a mesma linha de acessórios e roupas extravagantes. Seja básico! Não por que você tem que se enquadrar a um padrão de beleza (o que até pode ser verdade em alguns casos), mas por que você quer chamar a atenção do avaliador para seus atributos profissionais no primeiro momento.

Deixamos como dica a leitura deste texto sobre cabelos e mercado de trabalho. Ele foi escrito por uma profissional de RH e mostra como realmente as coisas funcionam com dicas úteis de verdade. Leia o texto aqui!.

O vídeo abaixo foi realizado pela Nube Estágios com profissionais de RH dando dicas de como se vestir adequadamente no ambiente de trabalho. Vale conferir!

Gostou das dicas? Pretende usá-las em suas entrevistas?

Conta para gente nos comentários abaixo!

Quarta-feira a gente vai trazer as 10 perguntas mais comuns feitas em entrevistas de emprego e estágio para ajudar na sua preparação. Até lá!

vaga-jovem-aprendiz

Boa notícia para terminar a semana e começar a realizar seus sonhos!

A Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego (SMTE) e o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) estão selecionando candidatos para o programa Jovem Aprendiz de hoje até o dia 1º de Julho no Rio de Janeiro.

Os interessados podem se inscrever das 9h às 14h, HOJE, dia 24 de junho, no posto de atendimento da Providência (Rua da América, 81, Santo Cristo, Zona Portuária).

Já no dia 29, próxima quarta, o cadastro acontecerá na Zona Oeste (Estrada do Guerenguê, 1.630, em Jacarepaguá).

No dia 1º de julho, a seleção será no Méier (Rua Vinte e Quatro de Maio, 931).

oportunidades abertas!

oportunidades abertas!

Algumas das empresas que estão contratando Jovem Aprendiz, Estagiário e Trainee são o Tribunal de Justiça, o BNDES, a Eletrobras, o Inca, a Icatu Seguros S/A, Ponteland Distribuições S/A, Esfeco Administração e a Recanto Infantil Imaculada Conceição LDTA.

Para participar das seleções, os candidatos precisam levar identidade, carteira de trabalho, CPF e currículo atualizado. É importante registrar que para Jovem Aprendiz a idade exigida é de 14 a 22 anos.

 

Informações Importantes

É menor de idade? Fale com seus responsáveis! Mostre esta postagem para eles!

Não tem currículo? Veja aqui no blog como fazer um currículo.

É aluno da Digital Max? Use nossos laboratórios para fazer o seu currículo e peça ajuda a um professor ou colega para revisar!

Não tem carteira de trabalho? Separe seu RG, seu CPF, um comprovante de residência com CEP e sua Certidão de Nascimento. Depois disso, agende no Poupa Tempo mais perto de você para dar entrada na sua Carteira de Trabalho. Acesse o site do Poupa Tempo aqui! Você não precisa pagar nada para fazer esse documento.

 

Não perca esta chance!

Vá atrás dos seus sonhos e conte com a gente nessa caminhada!

 

Sabia que o que você aprende no seu curso de programação serve não só para desenvolver sistemas, mas também para encontrar falhas?

caçando bugs

caçando bugs

Isso mesmo! Você pode usar seus conhecimentos para buscar bugs em sistemas de empresas famosas como Google e Facebook, que pagam recompensas altíssimas dependendo do grau do risco que a falha envolve.

Em 2014, o Facebook pagou R$80 mil a um brasileiro que descobriu um erro gravíssimo e recebeu o maior montante pago a um “caçador de bugs” até então.

Veja a matéria aqui: Facebook dá R$ 80 mil a brasileiro por achar falha.

No mês de maio deste ano, foi a vez do Instagram pagar U$10 mil a um menino de 10 anos da Finlândia. Ele descobriu ser possível apagar comentários de outras pessoas na rede social de fotos.

Veja aqui: Menino de 10 anos ganha US$ 10 mil após identificar falha de segurança no Instagram.

Na semana passado, o Google anunciou que a recompensa para quem achar falhas no Android pode chegar até R$200 mil!

Imagina receber esse dinheiro todo só por encontrar um erro de sistema?

Como reportar um erro

Geralmente, os “calçadores de bugs” encontram os erros e reportam à empresa. Foi assim com o brasileiro e com o menino finlandês. Eles viram que havia uma falha e enviaram e-mails para o Facebook e para o Instagram. Depois de confirmado o problema, as empresas entraram em contato e agendaram o pagamento.

Entretanto, no caso das falhas do Android recompensadas pelo Google, o processo será um pouco diferente. Além de reportar o erro, o “caçador de bugs” vai precisar enviar um relatório detalhando o problema e apontando possíveis soluções.

Se você já está pensando em se tornar um “caçador de bug” do Google, comece acessando as regras e a tabela de remuneração aqui.

Profissão: caçador de bugs

Ganhar uma bolada de uma vez só por achar uma falha em um sistema de uma grande empresa é o sonho de qualquer apaixonado por tecnologia e programação, não é? Mas não dá para viver esperando que essa caça ao tesouro dê certo. Vai que você não encontre o erro ou alguém encontre antes de você?

profissão: caçador de falhas

profissão: caçador de falhas

A boa notícia é que, além de poder ganhar dinheiro com empresas grandes como Google e Facebook, você pode se especializar nessa área e trabalhar em empresas de desenvolvimento de sistemas aí na sua cidade. Isso mesmo! Você pode virar um “caçador de bugs” profissional, com carteira assinada e tudo!

Uma pesquisa realizada em 2013 no Brasil, mostrou como a função de “caçador de falhas” era uma das mais promissoras no setor de Tecnologia da Informação. Veja aqui: Apesar da grande oferta, boa parte das vagas não são preenchidas. Caçador de falhas é uma das novas funções que surgem no mercado.

A preocupação com segurança da informação somada à vulnerabilidade de sistemas são fatores que favorecem o mercado de trabalho para “caçadores de falhas”. Ter no currículo cursos voltados para informática, programação e alguma experiência de buscas bem-sucedidas é mais importante do que uma graduação, por exemplo. Isso por que, para trabalhar como “caçador de bugs” você não precisa necessariamente ter feito uma faculdade. Ou seja, é uma excelente maneira de começar sua vida profissional.

Características pessoais como discrição, perfeccionismo e perseverança também são imprescindíveis para o sucesso profissional.

 

E aí, acha que pode fazer esse trabalho?

Que tal começar fuçando o Android?

Se precisar de qualificação profissional, conte com a Digital Max!

hello-talk

A melhor maneira de avaliar um conhecimento é testando. E quando se trata de idiomas não há teste melhor do que falar com nativos da língua, não é mesmo?

Acontece que nem todo mundo tem amigos espalhados pelo mundo e, mesmo assim, nem todo mundo está disposto a ahello-talk-appjudar quem está aprendendo. Então, a melhor maneira de falar com um nativo é ensinando também.

E essa é a boa notícia: há sites e aplicativos especializados em unir pessoas que querem aprender idiomas. Você ensina o que sabe e aprender o que quer.

Há diversas opções disponíveis na internet, gratuitas e pagas, boas e nem tão boas assim…O site mais famoso e mais antigo talvez seja o Omegle, mas não vamos indicá-lo aqui porque há muitos relatos de pessoas que foram assediadas no site. Mas, se ainda assim você quiser tentar, sugerimos usar a opção de conversa por texto, assim você corre menos risco de ver alguma coisa desagradável, ok?

My Language Exchange site

Então, a primeira dica para treinar inglês ou qualquer idioma é usando o site My Language Exchange. Vamos logo avisando que o site não é bonito, tem um layout antigo, mas o que importa é que funciona! O objetivo é reunir pessoas interessadas em aprender idiomas e ele é muito útil nisso.

Para começar, você precisa fazer um cadastro simples, como mostra a imagem abaixo.

clique na imagem para ampliar

clique na imagem para ampliar

Dica: escreva sua “Description” na língua que deseja aprender ou treinar e diga mais ou menos o nível em que está. Ah, não esqueça de deixar claro que está disponível para ensinar o que sabe, ok?

O segundo passo é buscar parceiros. Veja na imagem abaixo como fazer sua busca.

clique na imagem para ampliar

clique na imagem para ampliar

Atenção: você busca o perfil da pessoa com quem quer conversar. Então, se quer falar com alguém do Canadá, como no exemplo, indique isso como opção. Você pode escolher a idade também, para falar com pessoas com interesses mais parecidos com os seus. Faça sua busca!

Depois do cadastro, chegou a hora de você entrar em contato com seus parceiros! Dá uma olhada nas descrições, veja com quem você mais se identifica, clique nos perfis e dê um “Hi” se você gostar. Aí é só esperar o retorno!

Hello Talk app

A segunda dica para conversar com nativos é o aplicativo Hello Talk, a melhor de todas as opções para conversar freecall-hello-talkcom pessoas de todos os lugares do mundo. Assim como o site My Language Exchange, há algumas opções de serviços pagas dentro do aplicativo, mas nada que comprometa o uso gratuito.

 

 

clique na imagem para ampliar

clique na imagem para ampliar

O Hello Talk tem várias funcionalidades interessantes como tradutor, conversa por voz, chamadas de áudio e vídeo, correção gramatical. Ele é muito completo, seguro e nós já testamos: realmente funciona muito bem. Baixe gratuitamente na Apple Store ou na Google Play.

 

 

 

 

E aí, curtiu as dicas?

Conta aqui nos comentários se você conheceu gente legal!

Sua chance de colocar a cultura em dia chegou! Já está aberto o período de validade do Passaporte Cultural que dá acesso a diversos locais e eventos gratuitamente ou com desconto, inclusive para os jogos olímpicos.

Museu do Amanhã

Museu do Amanhã

Para tirar o seu, basta fazer o pedido no site Passaporte Cultural Rio e escolher entre um dos 3 pontos de entrega, que são Alvorada, Cinelândia e CCBB.

E tem mais: se você morar no município do Rio, pode pedir para entregar na sua casa sem pagar nada!

No site, tem a programação completa e as informações detalhadas de como usar seu passaporte, especialmente por conta dos eventos especiais das Olimpíadas.

Você ganha carimbos como no passaporte tradicional

Você ganha carimbos como em um passaporte de verdade

Mas, na realidade, é bem simples. Basta ficar atento aos locais e dias em que o passaporte é aceito. Chegando lá, apresente seu Passaporte Cultural e guarde as lembranças das viagens emocionantes que vai fazer com carimbo e tudo!

Tá esperando o quê?!

Vai lá!

selfie-likedin

Você é jovem, está estudando ou já é formado, tem qualificação ou está fazendo cursos, sabe tudo de redes sociais, tem Facebook, Instagram, Pinterest, Youtube, Linkedin…Mas, você sabe o que não fazer na internet se quiser uma vaga de trabalho ou estágio?

Talvez nem passe pela sua cabeça, mas fique sabendo que a maior parte das empresas acessa as redes sociais dos candidatos no processo de seleção! Veja a última pesquisa feita com gerentes de RH que fala sobre os comportamentos que “queimam a imagem” de candidatos e funcionários nas redes sociais no site da Revista Exame.

E é muito simples entender o motivo: com as informações postadas nas redes sociais é possível perceber a personalidade dos candidatos de modo mais espontâneo do que em testes psicológicos ou durante uma entrevista. É claro que uma coisa não substitui a outra, elas são complementares, mas é possível que um candidato seja eliminado já nessa etapa, que é muito subjetiva.

Geralmente, as empresas avaliam a postura do candidato, seus valores pessoais, o modo como se expõe, possíveis incompatibilidades e outras tantas coisas de acordo com o perfil da empresa e do avaliador.

É claro que você não tem que se engessar ou limitar sua liberdade de expressão pensando que alguma empresa pode estar te avaliando, até por que as possibilidades são tantas que não dá mesmo para agradar todo mundo. Entretanto, há alguns cuidados básicos que são de extrema importância e válidos para quase todo mundo.

Leia a lista abaixo e revise imediatamente seus perfis (se quiser, claro!)!

 

1 – REDES SOCIAIS DIFERENTES, conteúdos diferentes. Primeira coisa: cada rede social tem uma linguagem própria e objetivos mais ou menos específicos também. Por exemplo: o Linkedin é o site de rede social para profissionais. Não faz sentido postar conteúdo pessoal, fotos com a família ou fotos ousadas demais lá. Não pega bem.

melhor não!

melhor não!

 

2 – CRIE FILTROS e LISTAS – Embora o Facebook tenha sido criado originalmente para ser uma rede social que conecta amigos, é muito comum estar conectado a pessoas que trabalharam com você ou que podem vir a trabalhar. Nesse caso, a dica é: crie filtros e listas de compartilhamento! Dessa forma, você compartilha conteúdos específicos de acordo com o tipo de relação que tem com as pessoas.

simples assim

simples assim

 

3 – TORNE PRIVADO seu perfil no Instagram se você costuma usá-lo para postar selfie, por exemplo, ou fotos muito íntimas. Você tem todo direito de usar a rede social como quiser, mas saiba que as empresas estão cada vez mais presentes no Instagram. Então a dica é essa: evite ser encontrado por elas. Isso vale também para fotos do Facebook. Coloque o álbum privado ou siga a dica anterior, compartilhe apenas com quem você quer.

segue de volta?

segue de volta?

4 –  REVISE ou preste atenção quando for escrever textos que aparecem público como a descrição do seu perfil, seus comentários, legendas de foto, texto das imagens que compartilha etc. Escrever corretamente a própria língua é um requisito básico!

até o Facebook sabe

até o Facebook sabe

 

5 – PENSE antes de postar qualquer coisa! Até agora, as dicas foram de como usar as ferramentas das redes sociais para ser você mesmo e evitar expor sua vida pessoal para possíveis recrutadores, certo? Mas, pense bem, qualquer pessoa da sua rede social é um potencial recrutador. Qualquer pessoa pode indicar você para uma vaga de trabalho. Então, antes de postar qualquer coisa, pense sobre como aquilo que você está postando fala sobre você.

Se você é o tipo de pessoa que posta conteúdo de caráter preconceituoso, homofóbico ou racista, repense seus valores e não apenas que isso pode prejudicar sua vida profissional.

vergonha alheia

Péssimo exemplo: Funcionário é demitido por comentários racistas sobre filho da colega em selfie. Leia a matéria clicando na imagem.

As discussões que aparecem nas redes sociais muitas vezes nos levam a dar nossa opinião sem pensar antes, então a dica é: PENSE!

Evite também falar mal dos outros, de outras empresas, de colegas e de ex-colegas de trabalho. Fofoca não pega bem em lugar nenhum.

A gente vive um momento singular hoje em dia. Para conseguir um emprego, você precisa muito mais do que um bom currículo. Você precisa de VALORES compatíveis com a empresa que está contratando. Não há curso no mundo que vai te ensinar VALORES. Isso se constrói na sua relação com o mundo. Suas relações e seu ambiente de vida estão possibilitando a criação de valores?

clique na imagem para ampliar

clique na imagem para ampliar

Não é novidade que a internet transformou a maneira de aprender. Quantas pessoas você conhece que já aprenderam coisas sozinhas pela internet?

O nome que se dá para a pessoa que aprende alguma coisa sozinha é autodidata. E nunca existiu tanto autodidata quanto hoje em dia. Gente que aprendeu sem professor, sem curso e sem faculdade. Mas é claro que o conhecimento não vem do nada e não é por que não se está em curso ou com um professor presencial que não precisa de disciplina. É exatamente o contrário!

Quem estuda sozinho, precisa se disciplinar muito mais do que quem estuda acompanhado, pois não tem ninguém para organizar o conteúdo que vai ser estudado e ninguém para cobrar.

Então, a dica de hoje é daquelas que você tem que colocar na sua página de favoritos e acessar todos os dias – ou algumas vezes durante a semana, pelo menos.

Inglês e Conhecimentos Gerais com o TED Talks

Você já conhece o TED Talks? Trata-se de uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo espalhar boas ideias. O significado da sigla é Technology, Entertainment, Design (TED), em inglês. A ideia nasceu na Califórnia, em 1984, mas hoje em dia conta com uma plataforma de conhecimento online que reúne os vídeos das apresentações presenciais de palestrantes do mundo todo. Pesquisadores, cientistas e pessoas com grandes histórias de vida são convidadas para falar no TED. Só gente que realmente tem boas ideias para contar.

 

clique na imagem para ampliar

clique na imagem para ampliar

Isso tudo faz do TED Talks uma fonte de conhecimento incrível, pois os temas das palestras são atuais e relevantes socialmente.

E se você já está achando o TED demais, vai achar ainda melhor com o que vai ler abaixo!

Tem uma seção da plataforma do TED Talks destinada à educação. Isso mesmo. É o TED Studies que, além dos vídeos com legendas disponíveis em mais de 100 idiomas diferentes, tem dados mais profundos dos temas abordados, informações dos palestrantes e artigos. Tudo isso separado por áreas como Biologia, Física, Neurociência, Medicina, Religião, entre outros. E os temas dos vídeos variam muito. Alguns destaques são: Mudança Climática, Repensando o Câncer, Mapeamento e Manipulação da Mente, Entendendo a Felicidade, Visualizando Dados, entre outros.

clique na imagem para ampliar

clique na imagem para ampliar

Se você ainda tem dúvidas de como o TED pode ser útil na sua vida, apenas imagine como suas redações podem se tornar interessantes e fundamentadas com os temas das palestras. Além disso, todos os vídeos são em inglês com legendas em inglês e/ou português (e outras línguas). Você treina o idioma!

Acesse agora mesmo o TED Studies no site do TED Talks!

Em breve, vamos falar também da plataforma TED Ed. Fique de olho!

E confira abaixo nossa indicação com 3 vídeos para começar!

 

The beauty of data visualization, com David McCandless

Design alinhado a Informação produzindo imagens incríveis com dados.

 

Moral behavior in animals, com Frans de Waal

Será que os animais possuem valores e comportamentos morais como os humanos?

 

The surprising science of happiness, com Dan Gilbert

Parece que a ciência da felicidade tem muitas coisas a ensinar.

13435893_1210410138990018_1559394498_n

O primeiro contato do recrutador com os candidatos às vagas emprego é feito pelo currículo. Por mais básico que possa ser criar um currículo, muitos erros são cometidos pelos candidatos. Errar logo no primeiro contato é uma péssima maneira de começar, tanto que pode fazer com que você nem passe para as próximas etapas apenas por conta de erros cometidos no currículo.

Por isso, antes de se candidatar a qualquer vaga, siga as dicas abaixo e não passe vergonha, ok?

 

1 – Faça um rascunho antes de começar a escrever o seu currículo. Pense no que você quer colocar. Ainda não tem experiência profissional? Sem problemas! Relembre tudo que já fez na vida e reflita sobre como as experiências contribuíram para você se tornar a pessoa e o profissional que é hoje. Ajudou sua mãe na loja? Trabalhou com seu pai na obra? Cuidou da filha da vizinha? Tudo isso vale como experiência. Em relação à profissionalização, não esqueça de anotar todos os cursos que você já fez, todas as oficinas, palestras, cursos online…todo conhecimento é válido, ainda mais no começo da vida profissional, quando não se tem experiência.

2 – Seja objetivo! Veja o modelo de currículo na imagem (que também está disponível para download) para saber como organizar suas informações. Saiba que os recrutadores não têm muito tempo (e paciência) e são tantos currículos que o que o recrutador mais quer é objetividade. Comece pelas informações pessoais, siga dizendo qual é o seu objetivo, conte sobre suas experiências profissionais e seus conhecimentos.

modelo-curriculo-word-digital-max

clique na imagem para ampliar

3 – Não minta de jeito nenhum! Coloque no currículo apenas o que você puder comprovar com certificados e referências. Se você colocar que trabalhou na loja do seu bairro, pode ser que o recrutador queira falar com o dono da loja para saber de suas referências. Se você colocar que fez um curso de informática, o recrutador pode querer ver o certificado. Vale a pena ser sincero!

4 – Se você quer mandar o currículo para uma empresa que não divulgou uma vaga específica, você pode escrever na parte “objetivo” as áreas que te interessam e/ou nas quais você tem experiência e conhecimento. Mas é importante sinalizar o nível hierárquico que cabe a você. Exemplo: trabalhar como jovem aprendiz nas áreas administrativa e/ou de recursos humanos. Aliás, essa é uma boa maneira de buscar vagas: escolha as empresas onde gostaria de trabalhar, fale com o RH e envie o currículo. Você não precisa esperar abrir uma vaga, mas também não envie seu currículo para qualquer pessoa sem critério.

5 – Se o recrutador não pedir, não coloque os seguintes itens: foto, pretensão salarial, características pessoais (defeitos e qualidades), viagens e/ou passeios culturais. Se você está se perguntando por que não colocar essas coisas, a resposta é simples: não são necessárias e podem transmitir uma imagem sua passível de múltiplas interpretações das quais você não tem controle. É melhor não arriscar, né?

6 – Caso tenha habilidades com programas de computador e/ou edição de imagens, você pode tentar inovar no modelo de currículo para demonstrar sua personalidade inovadora. Mas atenção: isso só vale se esse for realmente seu perfil, se a vaga e/ou empresa valorizar a criatividade nos processos de trabalho e se você realmente souber usar ferramentas de modo profissional. Caso contrário, o efeito pode ser oposto. Cuidado para não pecar pelo excesso no layout!

clique na imagem para ampliarclique nas imagens para ampliarcurriclo-criativo-digital-max-como criar

 

7 – Por fim, a última, porém não menos importante dica: revise o currículo antes de enviar! Revise tudo: layout, informações, dados, mas principalmente a gramática! Enviar um currículo com erros de gramática – e digitação – é imperdoável! Dica: peça a um amigo para revisar também, um olhar diferente do seu pode ajudar e muito!

 

[Links Imperdíveis]

Para baixar o modelo padrão de currículo editável, porém certeiro, clique aqui!

Quer se inspirar em modelos incríveis e super criativos como aquele da imagem acima? Clique aqui!

Quer criar o seu currículo básico numa ferramenta pronta sem precisar de Word? Clique aqui e conheça o Gerador de Currículo!

Agora, se você quer expressar sua personalidade e produzir um currículo criativo, conheça a ferramenta Visualize-me clicando aqui!

Tá precisando dar um up nas suas qualificações? Vem estudar na Digital Max! Conheça nossos cursos clicando aqui! Na Digital Max há diversos cursos de Informática, Inglês e Petróleo & Gás.

13401016_1209380265759672_893030734_n

A gente já falou aqui no blog sobre a necessidade de vivenciar o inglês no dia a dia e sobre o quanto ter interesse na cultura americana e/ou inglesa ajuda no aprendizado do idioma.

Por isso, hoje nós vamos dar dicas de como unir o útil ao agradável unindo séries e aprendizado do inglês. Isso mesmo!

É difícil encontrar alguém hoje em dia que não goste de assistir séries. Há tantas opções disponíveis gratuitamente na internet com temáticas tão diversas que é quase impossível você não se interessar por alguma.

Devo confessar que eu não curtia muito, mas depois de ouvir de vários professores de inglês (inclusive no curso que fiz em Montreal) sobre o quanto assistir vídeos, séries e filmes ajudam no listening e na aprendizagem de vocabulário, resolvi dar uma chance. E não é que deu certo?

No clima do Dia dos Namorados <3

Meu problema era disciplina! A série te obriga ser assíduo, acompanhar cada capítulo para entender a história. Eu não tinha muita paciência, por isso nunca acompanhava série nenhuma…até que achei uma série que realmente me interessava! E é aqui que está o segredo do sucesso, meus queridos.

Se o “problema” da série é a necessidade de acompanhar os capítulos para entender, fique sabendo que a “solução” é exatamente a mesma. Por isso essa é uma poderosa ferramenta de aprendizagem do inglês, já que vai te obrigar a ter disciplina. E o melhor: você aprende fazendo algo divertido.

Mas não pense que basta assistir aos capítulos todos os dias para aprender inglês magicamente, não é isso. Você precisa de uma estratégia de aprendizado de inglês com base nas séries. E é sobre isso que eu vou falar nas dicas abaixo. Bora lá?!

 

  1. ESCOLHA uma série que realmente seja do seu interesse! Esse é um dos pontos mais importantes, porque isso vai fazer com que você não pare de assistir no meio do caminho. Eu, por exemplo, não gosto dessas séries mais famosas como Game of Thrones, The Walking Dead e Jessica Jones, então não funcionou quando tentei assisti-las. Não passava do segundo capítulo. Como estava planejando minha viagem para New York, comecei a buscar séries que tivessem a cidade como cenário. Encontrei Gossip Girl e me apaixonei. O melhor de escolher essa série é que ela já acabou, então eu não sofri de ansiedade esperando as próximas temporadas (como estou sofrendo esperando Sense8 :/).
  2. LEGENDAS em português. Se você está começando a ver séries com o objetivo de aprender ou melhorar o inglês e ainda não tem conhecimento intermediário do idioma, comece vendo as séries com as legendas em português e áudio original. A tradução nunca será fiel ao que os personagens falam, mas se você tentar já ver as séries com legenda em inglês sem ter conhecimento para isso você vai desanimar. Então, assista primeiro em inglês com legendas em português, tá? Se você já tem nível intermediário, pode passar para a próxima dica.
  3. LEGENDAS em inglês. Assistiu ao primeiro capítulo em inglês com legendas em português? Agora assista em inglês com legendas também em inglês. Quando você já sabe o que aconteceu e conhece mais ou menos as falas, fica mais fácil entender o sentido das legendas em inglês sem precisar traduzir. E o interessante aqui é comparar com o que você viu em português. Isso acontece naturalmente. Faça isso com cada capítulo que assistir, não deixe para fazer no final da série senão vai perder muita coisa. Assistiu a um capítulo com legenda em português, veja o mesmo com legenda em inglês antes de partir para o próximo, ok?
  4. ANOTE expressões, palavras e frases que te chamarem atenção, seja por que você não entendeu ou por que elas se repetem muito no vocabulário dos personagens. Eu não indico pausar o episódio para ficar anotando as falas, porque isso tira a parte espontânea e divertida de aprender inglês com séries, mas aconselho a você assistir aos episódios com o celular e/ou computador ao lado para ir buscando palavras e expressões na internet enquanto está assistindo ou ir anotando para fazer isso depois. Lembre-se: assistir séries para aprender inglês não é só estudo, mas também não é só diversão.
  5. BUSQUE sites, grupos e blogs na internet de fãs e notícias da série em inglês. Se você seguir essa dica, acredite, teu inglês vai melhorar muiitooo! Se a série conseguir fazer com que você vire realmente fã da história, você será capaz de tudo para buscar mais informações sobre ela, especialmente se a série ainda estiver sendo gravada (e aqui entra o problema da ansiedade, mas que pode te ajudar também a ter mais interesse). O que mais rola na internet é fã de série discutindo sobre personagens, possíveis desfechos, temidos spoilers, curiosidades sobre os atores, sobre os lugares de filmagens, enfim, um universo paralelo para fãs de séries. E é aí que sua paixão passa a ser útil. As melhores discussões sobre séries não acontecem em português, obviamente. Um fã de verdade vai buscar informação em fontes confiáveis. Agora você pode falar para sua mãe que o tempo gasto em fóruns na internet não é inútil, né?

 

DICA DE OURO: Aqui vai uma lista de sites que você pode acessar para assistir séries em inglês com legenda em inglês (pode agradecer nos comentários): http://www.topsimilarsites.com/similar-to/ororo.tv

 

Gostou das dicas? Comente abaixo que série você curte!

See you soon!