5 dicas de como se preparar para uma viagem internacional

mário quintana

Realizar o sonho da primeira viagem internacional é, de fato, uma grande conquista. Mas chegar em outro país sem conhecer muito bem a língua, passar por todo o processo burocrático dos aeroportos, preparar a mala e a documentação são itens essenciais da viagem. Fazer tudo isso requer paciência, atenção e planejamento.

No texto de hoje, vocês vão ficar por dentro dos 5 passos mais importantes para sua primeira viagem internacional ser um sucesso!

Vamos lá?

1 – Saúde em dia

A primeira coisa que você precisa verificar é sua saúde. Para alguns países, como África do Sul, é necessário levar o cartão de vacinação internacional com a vacina contra a Febre Amarela em dia. Para tirar esse certificado, é super simples! Basta ir a um centro de atendimento da Anvisa, tomar a vacina – caso você ainda não tenha tomado ou caso tenha feito isso há mais de 10 anos – e solicitar a carteira de vacinação lá mesmo. Ela é gratuita e sai na mesma hora.

Para países da Europa e da América do Norte não há necessidade de vacinação contra febre amarela, mas, por outro lado, é importante contratar um seguro saúde que pode ser usado durante sua viagem. Se você contratar sua viagem por uma agência, eles mesmos vão oferecer o seguro para você.

Outro item importante a ser lembrado é medicamento. Se você tem alguma doença e faz uso de remédio controlado, você precisa levar as receitas do seu médico durante a viagem. Não esqueça!

 

2 – Documentação

Depois da saúde, a documentação é o segundo item que requer mais cuidado, pois sem ela você não consegue realizar sua viagem.

O documento oficial de qualquer viajante internacional é o passaporte e ele é imprescindível para qualquer viagem para países que não fazem parte do Mercosul, como membros ou associados. Isso mesmo, para países como Argentina, Paraguai, Uruguai, Venezuela, Peru, Chile, Bolívia, Colômbia e Equador você só precisa da sua identidade. Mas é muito mais legal levar o passaporte para colecionar os carimbos dos países que visita, né?

Falando em passaporte, outro item que deve ser observado é a validade. Seu passaporte precisa ter pelo menos mais seis meses de validade no momento em que você for viajar para o país. Se você quer viajar para os EUA em junho, por exemplo, seu passaporte deve ser válido pelo menos até dezembro.

Por fim, você deve verificar se é necessário solicitar visto previamente para entrar no país onde quer visitar. Para a maior parte dos países da Europa, a liberação, ou não, da entrada dos brasileiros é feita na chegada ao aeroporto do país e não previamente, como no caso dos EUA e Canadá.

Ainda neste mês nós vamos falar sobre como tirar o visto para o Canadá. Fique de olho!

3 – Fazendo as malas

A primeira coisa que você precisa pensar quando estiver fazendo suas malas para qualquer viagem é como estará o tempo na cidade para onde você vai. Mas como as possibilidades são inúmeras, não vamos entrar em detalhes do tipo de roupa que você precisa levar.

Ao se tratar especificamente do Canadá na passagem de estação entre inverno e primavera, que foi quando estive lá, aconselho a levar roupa de inverno. Mas não o nosso inverno de 16 graus, inverno mesmo (que para eles não é nada demais) com temperaturas abaixo de zero, chegando a -10, por exemplo.

Os canadenses dizem que faz calor de verdade no verão, mas eu não tive a oportunidade de ficar lá para ver, mas no finalzinho da minha temporada lá pude sentir temperaturas mais amenas com 5 graus positivos e canadenses saindo de vestido e pernas de fora. Bom, a dica é: se você for para o Canadá no começo da primavera, leve roupa de frio!

Uma dica de ouro que vale para qualquer viagem é o que levar na bagagem de mão. Fique atento porque você não pode levar líquido na bagagem de mão que ultrapasse 100 ml por frasco. Mesmo se o item estiver usado e claramente aparentar ter menos de 100 ml eles vão reter. Atenção também para itens que não têm indicativo de quantidade. Ainda que seja uma embalagem bem pequenininha, não adianta, eles vão apreender o que você estiver tentando levar, tanto na ida quanto na volta da viagem.

Você precisa perguntar a sua companhia aérea também a quantidade de bagagens permitidas por pessoa. Na maioria das empresas, com tarifa econômica, o permitido é uma ou duas bagagens de até 23kg. Se ultrapassar esse peso, você precisa pagar o excesso.

Fique atento também aos itens que são proibidos como alimentos e objetos cortantes, esse último também na mala de mão.

4 – Orientação de embarque

Quando você vai fazer uma viagem internacional, é importante chegar ao aeroporto com bastante antecedência. As companhias aéreas aconselham aos passageiros chegarem três horas antes do embarque.

Esse tempo é importante para você fazer o seu check-in com calma, que é o procedimento de confirmação da sua viagem, despachar suas malas, passar pela Polícia Federal, passar pelo detector de metais, encontrar com calma seu portão de embarque e aguardar seu voo.

Mesmo depois de fazer o check-in, você precisa ficar atento aos avisos de áudio, pois ainda podem haver mudanças de portão e horário. Se tiver alguma dúvida, pergunte a um funcionário da sua companhia aérea.

 

5 – No avião

Quando chegar a hora do seu embarque, verifique o número do seu assento no cartão de embarque e espere chamarem sua numeração. Geralmente quem está sentado na janela é chamado primeiro, depois os passageiros do meio e assim por diante. Depois dos passageiros preferenciais e aqueles cadastrados em programas de fidelização, claro.

Quando entrar no avião, procure o seu assento, coloque sua mala de mão no espaço destinado a ela, que pode ser acima do seu assento ou abaixo da poltrona, você escolhe. Minha dica é deixar perto de você – abaixo da sua poltrona – sua bolsa com artigos pessoais como telefone, dinheiro e documentos.

Preste atenção aos avisos de segurança, deixe o cinto de segurança afivelado sempre que houver sinalização e não tenha vergonha de perguntar sempre que tiver dúvidas.

No próximo post nós vamos trazer cinco perguntas em inglês que são muito úteis para qualquer marinheiro de primeira viagem ao exterior.

See you soon!