visto-canadense-como-tirar-passo-a-passo

Para visitar o Canadá você precisa ter um visto, que é um documento que dá permissão para viajar ao país (imagem abaixo). Ao contrário do que foi divulgado no ano passado, continua sendo necessário o visto canadense, mesmo para os brasileiros que têm visto americano.

visto canadense que fica colado ao passaporte

visto canadense que fica colado ao passaporte

A primeira coisa que você precisa saber é que o pedido para visto canadense pode ser feito de algumas maneiras:

– Pessoalmente em uma das três unidades do Centro de Solicitação de Vistos do Canadá (CVA), com escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo ou Brasília.

– Por meio de um serviço de despachante que provavelmente será indicado pela agência de viagens ou intercâmbio que você irá contratar.

– Pela internet, que é o que vamos mostrar aqui.

O segundo ponto importante é que o passo a passo que será mostrado a seguir não dará conta de explicar todas as dúvidas que poderão surgir durante o preenchimento do formulário, pois há itens que aparecem de acordo com o perfil da pessoa que está preenchendo. Mas, a maior parte das informações aqui vai servir para orientá-lo sobre como tirar o visto canadense.

Há três grandes etapas do processo de solicitação do visto: verificação de elegibilidade, preenchimento e submissão de documentos e envio do passaporte.

VERIFICAÇÃO DE ELEGIBILIDADE

Esse é o primeiro passo do seu processo. Ele serve para você averiguar se seu perfil está apto para solicitar o visto pela internet. Acesse http://www.cic.gc.ca/ctc-vac/getting-started.asp e clique em “Start my application” depois de verificar todas as informações. Atenção: todas as informações estão em inglês. Se não conseguir entender tudo, use o Google Tradutor. Se ainda assim for difícil a compreensão, é melhor pedir ajuda a alguém que entenda melhor o idioma.

Depois de dar início a sua aplicação, o site vai ser redirecionado a uma página onde a verificação de elegibilidade vai começar. Para isso, você deve fornecer informações como o que quer fazer no Canadá, seu país de origem, tempo que pretende ficar no Canadá etc.

A quantidade de perguntas, e de telas, dependem do seu perfil e isso pode variar bastante. Mas, depois de responder às perguntas que aparecem, o site vai gerar uma tela dizendo se você está apto ou não para dar continuidade ao processo pela internet.

Se a resposta da verificação de elegibilidade for negativa, você voltar algumas perguntas para avaliar se respondeu corretamente e então preencher de novo.

Se o resultado for positivo, será apresentado a você um checklist com tudo o que você precisa apresentar para dar continuidade ao processo.

primeira etapa

primeira etapa

Atenção 1: para realizar o processo online você precisa ter um cartão de crédito para fazer o pagamento da taxa do visto, que custa $100.00 (dólares canadenses).

Atenção 2: seu processo só estará liberado para continuar online se você tiver um código pessoal. O número é algo como este: “XY9999999999”.

PREENCHIMENTO E SUBMISSÃO DE DOCUMENTOS

A solicitação de documentos vai depender do seu perfil, das respostas que você deu na etapa anterior. Se você tem visto americano, por exemplo, pode ser que não lhe peçam alguns documentos. Mas o importante aqui é incluir todos os documentos que eles pedem e tudo mais que você conseguir para comprovar vínculo com o Brasil (se você estiver solicitando um visto de turismo ou de estudante até 6 meses), renda para se sustentar enquanto estiver no Canadá, comprovante de escola e residência, se for o caso. Ou seja, tudo que comprove sua intenção de ir e voltar sem causar problema.

Siga as instruções da página! É fácil de entender. Mas é preciso atenção.

segunda etapa

segunda etapa

Embora os documentos solicitados possam mudar, em todos os casos eles pedem para preencher dois formulários que devem ser baixados no próprio site. Você deve usar a ferramenta Adobe Acrobat Reader para editar os arquivos em pdf. Esse passo é muito importante, pois o arquivo pede uma assinatura digital depois de preenchido, que só é possível com a versão atualizada do Adobe Acrobat Reader. Isso quer dizer que você não precisa imprimir os formulários, preencher, escanear e enviar. Basta preencher no próprio computador, autenticar e fazer o upload.

Inclua todos os documentos solicitados em arquivo pdf. Não deixe de fazer uma carta de intenção, em inglês, de preferência, falando sobre suas motivações e intenções em relação à viagem. Esse ponto é importante porque é o contato mais humano que você vai ter com o cônsul que vai avaliar seu pedido, já que não há – nesses tipos de visto – entrevista presencial.

terceira etapa

terceira etapa

Depois de enviar todos os documentos, clique em submeter. Você receberá um email confirmando o envio do seu pedido de visto.

 

ACOMPANHAMENTO DO PROCESSO

Você vai receber e-mails a cada alteração de status do processo de solicitação do visto, mas se você quiser acessar novamente o cadastro ou até mesmo iniciar o processo de upload de documentos e continuar depois, basta guardar seu login e acesso cadastrados na primeira etapa.

O site frequentemente fica lento porque o volume de acessos é muito alto, mas, toda vez que o site “cair”, acesse a área “Apply online” e clique em “Continue to GCKey”: http://www.cic.gc.ca/english/e-services/mycic.asp.

Atenção: depois de enviar os documentos não é possível fazer mais nenhuma alteração. Certifique-se de que todas as informações e documentos enviados estão claros e corretos.

ENVIO DO PASSAPORTE

Se solicitarem seu passaporte você tem 99% de chance do visto ser aprovado. Digo 99 e não 100 porque pode ser que eles decidam outra coisa ou encontrem informações incompatíveis com as que você enviou anteriormente e decidam não aprovar. Mas isso é bem difícil de acontecer.

Bom, se você mora em uma das cidades onde há o escritório do CVAC você pode ir pessoalmente lá e entregar e buscar o seu passaporte. Fazendo isso você economiza o valor do envio do passaporte para sua casa, mas ainda precisa pagar a taxa de serviço no valor de R$72,37. Se você for utilizar o serviço de courier do CVAC (para entregar o passaporte em sua casa), essa taxa pode variar entre R$31,54 e R$169, 70.

Todas as informações sobre esse procedimento podem ser encontradas no site do CVAC, em português:  http://www.vfsglobal.ca/Canada/Brazil/introduction.html.

Quando você for enviar ou levar o seu passaporte no CVAC você precisa anexar a carta gerada no sistema online do visto e o comprovante de pagamento da taxa de envio, se for o caso, e da taxa de serviço. Se você for levar pessoalmente o passaporte em um escritório do CVAC você poderá pagar a taxa pessoalmente, em dinheiro ou cartão.

Depois que o passaporte é enviado, o processo será muito rápido. Em menos de 7 dias o passaporte já estará pronto para ser retirado ou enviado.

Atenção 1: o seu visto canadense provavelmente terá a validade do seu passaporte. Diferente do visto americano, ele não será mais válido depois que a validade do passaporte vencer.

Atenção 2: visto aprovado não é garantia de entrada no país. Quando chegar ao Canadá você terá que passar pela imigração e provavelmente apresentar a documentação que comprova o que você fará no país. Esteja preparado!

 

O processo de solicitação do visto canadense pode parecer difícil, mas, seguindo o passo a passo do próprio sistema, não tem como errar. Mas, claro, é preciso muita atenção e paciência.

Eu tirei meu visto sozinha, tanto o americano quanto o canadense e consegui aprovação nos dois logo de primeira. O canadense eu confesso que foi um pouco mais chato, mas acho que vale a pena fazer sozinho, pois o serviço de despachante é bem caro e não há garantia de que o visto vai ser aprovado.

Ah, o blog “Fazendo as malas” me ajudou muito no processo de solicitação de visto. Eles têm um passo a passo muito detalhado do processo. Se tiver faltando alguma informação aqui, corre lá: http://fazendoasmalas.com/blog/como-tirar-o-visto-para-o-canada-pela-internet-um-guia-passo-a-passo-completo/712/#login_steps.

 

Se você tiver alguma dúvida, comente logo abaixo!

See you!

Com que agência eu vou?

Hoje vamos falar sobre as possibilidades de contratação de curso de idiomas no exterior. Se você quer fazer um curso no exterior deve saber que é possível fazer isso sem mediação de agência de intercâmbio. Isso mesmo!

Você pode fazer por sua conta a cotação com as escolas, avaliar as melhores opções e contratar o curso aqui do Brasil. Para isso, basta entrar em contato com as escolas que você considera interessantes e pedir orçamento. Muitas vezes eles têm essa informação no site, mas, se não tiver o que você quer saber, envie um email perguntando. Nesse caso, você precisar ter conhecimento de inglês para fazer as perguntas. Entretanto, muitas vezes as escolas têm funcionários que falam português.

Quando comecei a procurar informações sobre o intercâmbio, eu entrei em contato com várias escolas e agências ao mesmo tempo para comparar os preços. Buscava no Google “english course in Dublin”, por exemplo, e mandava um email para a escola com minhas dúvidas. Lembro que em Dublin era mais vantajoso contratar diretamente com a escola, pois o valor era bem mais barato. Entretanto, o mesmo não aconteceu com o Canadá.

Nas buscas que eu fiz sobre cursos no Canadá, vi que valeria mais a penas contratar com uma agência, pois o preço do curso era o mesmo e eu ainda poderia parcelar.

E é aí que entra o árduo trabalho de decidir a melhor agência. São tantas opções: IE Intercâmbio, STB, ExpoMundo, CI, CE, This Way, Egali..Eu escolhi essa última, pois ela me ofereceu o melhor custo-benefício, é uma empresa conhecida e não cobra pelo serviço de orientação.

Mas é preciso ficar atento com algumas coisas. Para não ter nenhum erro, leia a lista abaixo!

1 – Faça orçamento com pelo menos 3 agências.

2 – Compare o preço dos cursos nas próprias escolas com os das agências. As agências recebem das escolas para vender os cursos e elas não deveriam cobrar a mais por isso.

3 – Tente negociar o valor do seguro, para que ele seja incluído no orçamento. Para cursos de curta duração isso é fácil de conseguir.

4 – Faça todas as perguntas por email para manter tudo registrado e assegurar que os acordos sejam mantidos.

5 – Mas, sobretudo, leia o contrato antes de assiná-lo.

6 – Negocie preços. Se gostar mais de uma agência que tem um preço um pouco mais alto, fale de sua vontade de fechar contrato com eles, mas que o preço está mais alto do que a concorrente.

7 – Procure alguém que já tenha contratado a agência antes de você, peça referência a eles e busque em sites como Reclame Aqui antes de fechar o contrato.

Por hoje é só, pessoal!

See you soon!